Blog
Decidindo seu chinelo
Harmonia das Cores 2

Harmonia das Cores 2

No último post falamos sobre quatro diferentes formas de harmonizar as cores a partir da análise do círculo cromático. Hoje, pode se preparar, pois vamos ver ainda mais técnicas para alavancar sua criatividade e a beleza da sua estampa!


 

HARMONIA COMPLEMENTAR DIVIDIDA

Essa forma de harmonização surgiu da harmonia complementar, como podemos imaginar. A única diferença é bem pequena: em vez de utilizarmos duas cores de pontas opostas, serão três cores.

Ao escolher a cor principal, encontre a complementar dela, exatamente no lado oposto do círculo. Então, escolha as duas cores adjacentes a essa complementar e pronto! A harmonia foi encontrada. Um dos maiores pontos positivos dela é que mantém o contraste decorrente da combinação de complementares, porém de uma forma um pouco mais suave.

03.jpg

 

HARMONIA ANÁLOGA RELACIONADA

Da mesma forma que há uma série de sub-variações das harmonias complementares, as análogas não ficam para trás. Eis mais uma forma de combinar cores vizinhas.

Nesse método, serão usadas também três cores, mas, não todas adjacentes. A partir da primeira cor, deve-se escolher uma vizinha à esquerda ou direita e, depois dela, pular uma cor antes de definir a terceira.Assim, a última escolhida sairá levemente do padrão de tom que as análogas carregam, gerando um pouco mais de contraste.

05.jpg

 

HARMONIA INTERCALADA

Novamente, não há muito mistério. Esse método é quase a evolução da harmonia análoga relacionada. Também com três cores envolvidas, ao escolher a primeira deve-se pular uma cor para escolher a segunda e, mais uma vez, pular outra cor para escolher a terceira. Simples e intuitivamente, essa paleta será formada por cores intercaladas. A facilidade em criá-la compensa a dificuldade em usá-la: o alto contraste cria, muitas vezes, combinações atípicas que podem parecer visualmente estranhas, exigindo um tempo para o observador se acostumar.

07.jpg

 

HARMONIA TRIÁDICA

Ela envolve, basicamente,a escolha de três cores equidistante no círculo cromático, ou seja, que estão exatamente à mesma distância uma da outra. É uma combinação que possui um alto contraste com riqueza de cores.

08.jpg


 

HARMONIA TETRÁDICA

Nessa técnica, usamos dois pares de cores complementares. É uma combinação com bastante contraste e que possibilita inúmeras variações, sendo considerada uma das técnicas mais ricas. No entanto, ela é difícil de trabalhar. Se as quatro cores são usadas nas mesmas proporções, a harmonia parecerá desequilibrada, então deve-se sempre escolher uma dominante.

harmonia-de-cores-complementar-tetradico

HARMONIA EM QUADRADO

Muito parecida com o esquema tetrádico, a diferença é que nessa as quatro cores são equidistantes, formando um quadrado dentro do círculo cromático. Isso garante um pouco mais de equilíbrio entre a composição e, novamente, é preciso ter o cuidado de escolher cores dominantes.

04.jpg

 

HARMONIA ACROMÁTICA

Para essa harmonia,utilizamos as cores neutras, ou seja aquelas situadas na zona central do círculo cromático, próximos ao centro.Elas têm pouquíssima saturação, resultando em uma combinação bem clara e pouco contrastante.


 

Por fim, ainda existem harmonias que são de conhecimento comum. As cores das estações por exemplo, são ótimas referências para a criação. Em geral, embora existam várias técnicas para nos auxiliar, a regra é uma só: se o resultado te deixa satisfeito, então está certo.

 

Agora que os estudos do círculo enfim terminaram, que tal começar a colocar a criatividade e as dicas em prática? E fica tranquila, pois, se precisar de ajuda, os profissionais da Nobre estão prontos para criar a estampa perfeita para você. Afinal,é você quem precisa ficar feliz!

19 / Abr / 2019

Comente esta publicação

Botão do WhatsApp