Blog
Decidindo seu chinelo
Teoria das Cores- Introdução

Teoria das Cores- Introdução

A Teoria das Cores é um ramo científico que estuda as cores, desde como percebemos  esse fenômeno fisiologicamente até suas influências psicológicas e seus usos práticos na construção de imagens. De forma bem simplificada, o esse ramo de estudo começou a alguns séculos atrás. Um dos mais icônicos personagens dessa caminhada é Isaac Newton, o primeiro a relacionar as cores com a luz por meio do famoso experimento de difração da luz por um prisma, gerando o arco-íris.

 

Esse experimento gerou uma das primeiras grandes descobertas importantes: o espectro é formado por 7 cores principais- vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta- e suas várias tonalidades e combinações. Dessa constatação, foi o criado o círculo cromático, um método de organizar as cores por sua natureza, facilitando seu estudo e combinação.

 

Um ponto interessante é que existem diferentes círculos cromáticos, pois há diferentes sistemas de cores. Por exemplo, você já deve ter ouvido falar sobre o sistema RGB(red, green, blue, ou vermelho, verde e azul), pois ele é o mais usado com imagens digitais. Ele é um sistema aditivo, proveniente da incidência da luz (ou seja, a cor seria emitida pelo objeto)e, ao somar todas as cores, encontra-se o branco.

 

Diferentemente, há os sistemas subtrativos, aplicados ao se pensar em pigmentos físicos, como tintas. Nesse caso, a cor é proveniente da absorção de luz, ou seja, a cor visível é aquela que não foi absorvida pelo objeto, e a mistura das primárias forma um cinza escuro . O sistema RYB(red, yelow, blue, ou vermelho, amarelo e azul) é subtrativo opaco, e podemos vê-lo quando trabalhamos com pigmentos mais caseiros, como tintas infantis.

Já o  sistema CMY(magenta, ciano e amarelo) é do tipo transparente.É o sistema usado por impressoras, gráficas, artes gráficas, etc.

 

O círculo é formado por 12 cores. No centro, há as cores primárias -utilizaremos aqui o amarelo, vermelho e azul. A combinação das cores primárias gera as cores secundárias: a segunda roda. Vermelho e azul criam o roxo; amarelo e vermelho, laranja e azul e amarelo, verde. Por fim, as combinações entre secundárias e primárias criam novas tonalidades de cores que são chamadas de terciárias e completam a roda.

Alterando a saturação (quantidade de cinza que há na cor) e brilho(quantidade de branco), conseguimos formas todas as cores do espectro e fazer todo tipo de combinação e harmonia. Com tantas possibilidades, é preciso entender como funciona a harmonização de cores para criar os designs mais legais para os seus chinelinhos.

 

Mas não assusta! Vamos falar sobre métodos de harmonização de cores  aqui para te ajudar na hora de imaginar a estampa perfeita, mas também estamos aqui para dar aquela mãozinha! Se ainda não souber exatamente como quer seu chinelinho,é só fazer um orçamento com a Nobre Chinelos! Não há custo adicional para a criação da arte e nossos designers estão ansiosos para te ajudar a fazer a melhor criação possível. E aí, tá esperando o quê para começar a tornar seu chinelo dos sonhos em realidade?

 

31 / Mar / 2019

Comente esta publicação

Botão do WhatsApp